Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Estou há 4 dias de cama, bem, com um jantar no Sábado à noite pelo meio. Estava quase a morrer, mas fui.

 

Nesse jantar, estava um amigo que é todo Zen, vegetariano e defensor dos direitos dos animais.

Começou-se a discutir touradas. Eu já tinha planeado este post, quando dou de caras com este, aproveito para aplaudir a autora, haja quem defenda as nossas tradições. Apesar de, as Touradas de Morte (em que se mata o touro no final) que ela fala, só existem em Espanha, em Portugal foram proibidas há muitos anos.

 

Ora bem, eu estive caladinha que nem um rato, a ver se a coisa passava, isto porque eles sabem que a minha família cria Cavalo Lusitano para touradas. Mas, não me safei, e lá veio a pergunta:

 

- Ó Neurótika, e tu o que é que achas do assunto? Sim, porque a tua família é a favor das touradas, não é?

 

A minha resposta foi (e isto resume o que penso do tema):

 

- Ó (ele), tu se fosses touro, o que é que preferias? Nascer, ir para uma quinta de produção de carne, viver num espacinho minúsculo sem ver a luz do dia, comer ração com hormonas de crescimento e morreres aos 8 meses de idade com um prego espetado no meio da testa? Ou nascer, viver em liberdade, ter pouco contacto com humanos (o contacto tem que ser mínimo para o touro permanecer no estado selvagem), comer erva e ração saudável, porque tens que ser saudável, ires 2 ou 3 vezes a uma praça de touros e levares umas picadas no lombo, e depois servires como reprodutor, passares o resto da vida a fazer touros bebés e morreres de velhice? Qual destas duas práticas é que tu achas que é mais desumana?

 

Portanto, aconselho vivamente os opositores a esta tradição milenar portuguesa, a analisarem bem os factos antes de abrirem a boca.

Preferem isto:

muddy-cow.jpg

 

Ou isto?

8.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:05


22 diagnósticos

Sem imagem de perfil

De Margarida Diogo Barbosa a 18.08.2015 às 13:44

Olá, creio que não percebeu ou não leu correctamente o meu post! Em momento algum eu falo de touradas de morte. :) Eu falo e o artigo retrata as touradas como costume mais ou menos aceite pela cultura e sociedade portuguesa.

PS - Porém touradas de morte também existem em Portugal...basta correr alguns sítios para ver os casos...ainda que sejam proibidos!
Imagem de perfil

De Neurótika Webb a 18.08.2015 às 13:48

Então não percebi a parte de simular a morte do animal...

Eu sei que há, mas aquilo dá umas multas ENORMES!

Mas, parabéns pelo artigo. Haja alguém que defenda as nossas tradições!

Beijinhos. :)
Sem imagem de perfil

De Margarida Diogo Barbosa a 18.08.2015 às 16:47

Eu não falei em simular a morte do animal...:)

Obrigada!
Imagem de perfil

De Neurótika Webb a 19.08.2015 às 00:37

O erro foi meu, peço desculpa.
Sem imagem de perfil

De Ju a 19.08.2015 às 16:31

"Porque não podemos simular a sua morte adaptando as regras do Costume aos tempos modernos? " Pensei que estivesse a sugerir isso mesmo...
Imagem de perfil

De Neurótika Webb a 21.08.2015 às 11:49

Pois, essa foi a frase que me induziu em erro...
Imagem de perfil

De nice a 18.08.2015 às 15:35

São só essas as duas opções para o touro?
Imagem de perfil

De nervosomiudinho.blogs.sapo.pt a 18.08.2015 às 17:49

Não se justifica um erro com outro, na minha opinião.
Imagem de perfil

De nervosomiudinho.blogs.sapo.pt a 19.08.2015 às 00:13

A tradição não é portuguesa, foi adoptada. Toda a linguística que usam é espanhola, aficcion, tentaderos, and so on. Os gladiadores era uma tradição milenar romana e não foi por isso que deixou de se acabar com a barbárie.
Sem imagem de perfil

De Joao a 20.08.2015 às 04:28

As touradas serão, futuramente, todas proibidas.
Como já escreveram antes, algo errado não justifica fazer outra coisa errada... é sempre errada!
Imagem de perfil

De Neurótika Webb a 20.08.2015 às 11:44

E já agora deixamos todos de comer carne...e legumes...e vivemos do ar.
Sem imagem de perfil

De Joao a 20.08.2015 às 20:37

Para comer carne será autorizado matar animais, sem os fazer sofrer. Para fazer disso um espectáculo de diversão humana é absolutamente inaceitável e todos quantos o praticam e apoiam tem de resgatar tal erro de alguma maneira.

O deixar de comer carne tornar-se-á uma realidade, mas não será nesta geração nem na próxima, o corpo tem de ir habituando-se gradualmente à nova forma de alimentação para que a ligação corpo físico <> corpo astral <> alma <> espírito se mantenha devidamente intacta e a pessoa possa desenvolver-se de forma saudável e proveitosa. É coisa para demorar ainda várias gerações... é uma infelicidade que muitos seres humanos achem que podem cortar radicalmente a carne de um dia para o outro como se isso não trouxesse consequências.

Para já o sugerido é que se coma carne branca (aves e peixe) e uma maior dose de legumes e fruta de toda à espécie.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.08.2015 às 13:59

Neurotika desculpa mas não posso discordar mais com o argumento...é certo que enquanto as pessoas comerem fast food " e gostarem das "vitelas e vitelões " dos Hipermercados, as engordas intensivas/ "feed-lots "são uma realidade, mas a foto que escolhes-te felizmente representa uma minoria dos produtores, sem condições nenhumas e que acabarão por desaparecer! Justificar o sofrimento de um ser vivo por existirem outros em pior condição não é digno de argumento, é o mesmo que, para justificar (...e desculpa a analogia com outra área...) as mães que injectam botox nas filhas de 7 anos para concorrerem a beauty pageants " estão a agir bem porque existem milhares de crianças a morrer de fome no Darfur :(
Imagem de perfil

De Neurótika Webb a 20.08.2015 às 22:52

Podem-me dar os argumentos que quiserem, mas defendo e sempre defenderei as tradições.
Sem imagem de perfil

De Cris a 20.08.2015 às 23:43

...não me identifiquei...sorry ;) bjs
Imagem de perfil

De Neurótika Webb a 21.08.2015 às 11:48

Não podemos ter todos a mesma opinião...mas gosto de ti na mesma! :)
Sem imagem de perfil

De Cris a 21.08.2015 às 12:15

Os comentários que aparecem de seguida como anónimos não são meus... :( bjinhos
Imagem de perfil

De Neurótika Webb a 21.08.2015 às 12:22

Eu sei minha querida. Gosto tanto dos "anónimos"! Sabem vir práqui mandar bocas, mas dar a cara, nem pensar!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.08.2015 às 10:50

não tapes o sol com a peneira. defendes ESTA "tradição" milenar "portuguesa" porque te é financeiramente proveitosa.
Imagem de perfil

De Neurótika Webb a 21.08.2015 às 11:47

A mim? Eu sou jornalista.
Quem continuou com os cavalos foi o pai da minha prima, eu não ganho dinheiro nenhum com isso.
Mas cresci no meio dos cavalos e fui a muitas touradas.
Mas sim, há muito boa gente que ganha a vida com as touradas! E se formos por esse tipo de pensamento, acabemos também com o hipismo...morrem mais cavalos com o desporto do hipismo do que touros na arena.
Quanto a mim, na realidade estou-me positivamente nas tintas se acham que sou politicamente incorrecta, é a minha opinião e não vou mudar.
Sem imagem de perfil

De F.Pessoa a 27.08.2015 às 04:05

Até gostava do que escrevias...
Continuar com tradições com argumentos muito mais mesmo muito mal fundamentados. Aqui não esta em causa a forma de como é criado, aqui esta em causa a tortura. É isso que pessoas como tu não conseguem entender. Somos os pior ser que existe, torturamos pessoas, torturamos animais , torturamos vidas e ainda aplaudimos de pé. Ridículo.
Imagem de perfil

De Neurótika Webb a 27.08.2015 às 12:04

Peço desculpa se não posso ter direito a uma opinião.

Comentar neurose



Neuroses

Neuroses

Fovias

Manias

Insonias

Arquivo Clínico

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D


A Paciente

foto do autor



Memento