Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Famílias de refugiados

por Neurótika Webb, em 28.09.15

Tanta gente a levantar as vozes por essa internet fora e, ainda não ouvi uma única resposta à seguinte pergunta:

 

- Abrias a porta de tua casa a uma família de muçulmanos?

 

publicado às 16:04


2 diagnósticos

Imagem de perfil

De RAA a 28.09.2015 às 16:36

De muçulmanos, de cristãos ou de ateus (ou mesmo de iazidis -- religião que desconhecia atá há pouco).
Como ateu, e consequentemente laico, a religião é para ser vivida livremente dentro dos templos respectivos. É aí que a Europa não deve claudicar, como tem sucedido.

Por outro lado, tanto quanto julgo saber, a ideia não é a de que os refugiados fiquem alojados em casas de famílias, mas em habitações arranjadas para esse efeito. Mas se houver famílias que tenham a generosidade e a grandeza (e os meios) de os acolher, melhor ainda.
Imagem de perfil

De Neurótika Webb a 28.09.2015 às 17:08

daí a tal notícia de 35% dos refugiados terem recusado as habitações que lhe foram atribuídas, porque não tinham condições.

o que ninguém fala é que esta é a classe média alta da Síria...duvido que se o mesmo acontecesse em Portugal, houvesse por aí muita gente com 2000 dólares por cabeça para pagar a quem os tira de lá!

eu já disse que não emito opinião, nem posso...em 1938, a minha bisavó entrou em Portugal com as 3 filhas, por sorte estava casada com um diplomata que estava na Alemanha e conseguiu fugir antes da guerra começar. sou portuguesa e descendente de refugiados...

neste caso, até percebo algumas das reservas que muita gente tem...é impossível saber, se no meio dos sírios também não estarão terroristas islâmicos.

dar diagnóstico:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



Neuroses

Neuroses

Fovias

Manias

Insonias

OS OUTROS BLOGS



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.