Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




SER DISCRIMINADO PELO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO!

por Neurótika Webb, em 28.10.16

Como se não bastasse terem que escolher o que vão fazer para o resto da vida aos 15 anos (assim como nos aconteceu a nós!), a educação em Portugal não é má, é péssima!

O meu filho, que está a tirar o mesmo curso que eu, tem exactamente o mesmo programa que eu tive....há 30 anos atrás!

Mesmo quando nós temos a remota esperança que há pelo menos alguém com 2 neurónios a funcionar no Ministério da Educação, vai que os senhores nos surpreendem novamente e provam-nos que nem esses dois neurónios funcionam em condições.

Depois de termos respirado de alívio quando foi tomada a decisão que Educação Física não contava para a média de entrada na faculdade, eis que a decisão é revogada e a dita diusciplina volta a fazer parte integrante das médias e, consequentemente vai estragar a média a muitos alunos.

Ter Educação Física não me choca, é uma maneira de manter os miúdos activos fisicamente, mas a nota contar para a média é o mesmo que impor a TODOS os cursos a disciplina de desenho...ou contabilidade!

Aposto que os alunos que escolheram seguir Educação Física (peço desculpa mas nem tenho a mais remota ideia como se chama a área!) iriam protestar...assim como os respectivos pais! 

Sempre fiz desporto a vida toda, ainda hoje faço e sempre fui uma péssima aluna a Educação Física, safou-me o facto de ter médias altas às outras disciplinas...mas em vez de entrar na faculdade com média de 18, entrei com 15,7, graças a.....Educação Física!

Quero também agradecer ao Ministério da Educação a minha aversão, até à data de hoje, por Voley, que fui obrigada a jogar incessantemente. É certo que Nuno Crato foi um dos piores Ministros da Educação que passou por este país, mas das poucas coisas acertadas que fez, é desfeita por este executivo. 

Ou seja, esta medida é discriminatória!

 

Pergunta: porque é que os alunos de educação física não são obrigados a ter desenho? Ou outras disciplinas de outros cursos? 

Resposta: Ahhhh....pois, assim só entravam na faculdade praí 3 alunos por ano! Basta imaginarem um aluno de educação física a ter Desenho ou Contabilidade...

 

Infelizmente o Ministério da Educação é o exemplo acabado do Mau Aluno: copia os sistemas estrangeiros (e mal!), é incapaz de ter uma ideia original e, nós contribuintes, qual pais diligentes, continuamos a pagar principescamente a incompetência destes senhores.

 

Deixo aqui um desafio ao João Costa, secretário de estado da educação: já que os alunos têm que ser bons a tudo, mostre-nos lá que é bom a desenho...e já agora a educação física, e a ciências, e a matemática, e a física....pois foi segundo essa premissa (conforme declaração ao Expresso) que Educação Física voltou a contar para a média!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:55


13 diagnósticos

Imagem de perfil

De nervosomiudinho.blogs.sapo.pt a 28.10.2016 às 10:45

As provas de ingresso ou específicas para entrar em desporto são Biologia e Geologia ou Matemática, ou Português.
Imagem de perfil

De Neurótika Webb a 28.10.2016 às 11:04

E desenho? Não? Porque é que o meu filho é obrigado a ter educação física?
Imagem de perfil

De nervosomiudinho.blogs.sapo.pt a 28.10.2016 às 11:10

É transversal como português. É a única oportunidade de muitos miúdos se mexerem, a obesidade é uma epidemia, foi a OMS que o constatou. Eu não tive desenho, e não tinha utilidade para isso, científico natural não tem. Como artes não têm química nem biologia. Desporto é uma vertente de científico natural. Estás a confundir coisas. Entendo alguma revolta que tolda o raciocínio. Mesmo a mim que tive 16 ou 17 a educação física baixava-me a média. A educação física como está instalada não consegue responder a este desafio. Também há testes escritos em educação física. Não depende só de jeito. Falta saber como vai ser implementado e como isto vai ser gerido.
Imagem de perfil

De Neurótika Webb a 28.10.2016 às 12:21

O programa de educação física é uma anormalidade.
Eu fiz desporto a vida TODA. Pertenci à equipa de natação do Benfica. Era uma atleta de velocidade (50 metros livres e costas), no entanto tinha más notas a provas de resistência! Qualquer preparador físico sabe que um atleta de velocidade tem um desgaste energético maior e tem menos resistência....ou seja, nem a porcaria dos programas estão adaptados a cada aluno...
Quanto ao argumento que apresentas da obesidade...eu posso-te dizer a mesma coisa em relação à cultura em relação às artes, que é absolutamente miserável neste país!
Mas enfim...nós queremos é muitos Cristianos Ronaldos, e poucos Amadeus de Sousa Cardoso!
Imagem de perfil

De nervosomiudinho.blogs.sapo.pt a 28.10.2016 às 12:41

Não são comparáveis sequer. Obesidade é uma seria ameaça à saúde. Tem peso no orçamento do país. Em doenças associadas são mais do que tenho aqui caracteres. Mais do que qualquer outra coisa. O programa não é mau de todo, o país não tem equipamentos para mais. Natação é um desporto. Se eu for um craque em fotossíntese e não perceber nem me esforçar para o resto tenho na mesma má nota a biologia. Se eu só tiver capacidade para equilíbrio ácido base a minha química não é suficiente. Em nenhuma disciplina o plano é adaptado ao aluno. Futebol é apenas um desporto, não está no plano curricular de todos os anos. e é o único com mais apoios mas a formação continua a ser paga pelos pais, salvo raras excepções. Eu pratiquei vários desportos, todos pagos por mim, equipamentos lavados por mim, comprados por mim, todas as deslocações pagas por mim, treinos, jogos, torneios. O país nao quer cristianos Ronaldo, estás completamente enganada se achas que o desporto é tão mais privilegiado do que a arte.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.10.2016 às 11:17

Subscrevo!
Imagem de perfil

De oBomIdiota a 28.10.2016 às 11:58

Querida Neurótica,

Não concordo nada contigo, embora acho que consigo compreender o teu ponto de vista. Esta questão da Educação Física acaba por ser um falso problema à semelhança daquela carta da pseudo Maria Barros que não entrou em Medicina por décimas, e que afinal descobriu-se que a dita cuja nem existe.

Repara um curso científico de ensino secundário acaba por ser constituído por disciplinas, sejam as obrigatórias ou as opcionais, que no fundo não nos vão servir de nada para o curso que queremos escolher.

No meu caso nem é assim tão dramático, porque tendo me licenciado em Direito, levei alguma coisa de todas as disciplinas que tive no secundário. Mas podia não ter sido o caso.

Mesmo assim, dou-te o meu exemplo. Tive de fazer Geografia A, com exame nacional incluído. Saber a constituição de montanhas, as bacias hidrográficas, ler cartas sinópticas e o diabo a 4, e só queria era saber de Leis e coisas do género. Tive a sorte de me desenrascar bem, mas e se eu fosse péssimo a Geografia? E se não entrasse em Direito porque fui horrível a saber se aquelas nuvens eram cúmulo nimbos ou nimbos estratos? Não seria discriminatório também?

Acho muito bem que Educação Física conte para a média nem que o objetivo seja entrar no curso de Jardinagem Paisagística num Politécnico em Vila Velha de Ródão, quanto mais não seja para estimular a luta contra a inércia.
Imagem de perfil

De Neurótika Webb a 28.10.2016 às 12:26

Isso tem que partir dos pais...eu levo o meu filho ao ginásio.
Quanto à disciplina que referes, tem mais a ver com estudo do que com vocação...também tive filosofia e psicosociologia, mas não é preciso ter aptidões para tal...apenas tens que ter capacidade de estudo. Já educação física, depende de aptidão, vocação, etc (assim como artes).
Refiro no post que acho muito bem que as crianças tenham Educação Física, não concordo é que entre para a média de entrada na faculdade.
Essa é que é a questão!
Imagem de perfil

De Psicogata a 28.10.2016 às 14:43

Educação física depende muito mais de aptidão física do que de motivação e estudo, a Neurótica fala de desenho, mas poderia falar de música e porque não canto, podiam ensinar os miúdos a cantar e só teria 20 quem cantasse bem.
Não tem lógica, especialmente porque na maioria das aulas os alunos são avaliados apenas praticamente, não existem testes teóricos, é injusto para quem não tem apetência para o desporto, mais ainda porque obrigam os alunos a apreenderem tudo e nada, eu posso ter jeito para voleibol e ser uma nódoa a futebol.
Imagem de perfil

De oBomIdiota a 28.10.2016 às 15:33

Não concordo nada, porque a componente prática de Educação Física não é avaliada nesses parâmetros. Jogar bem futebol, voleibol? Acham mesmo que é preciso jogar bem para ter boas notas? Jogar bem é para aqueles miudos que com 10, 11 ou 12 anos já jogam em clubes de futebol (extra curricular) e aí sim é que é preciso jogar bem. Agora eu lembro me de ser aluno de Educação Física, e lembro-me daquilo que me era exigido por "cada desporto" em que éramos avaliados. E não saía dali nenhum Messi do futebol, voleibol ou ginástica. Aquilo era o mínimo dos mínimos. Por favor, não é preciso vocação para fazer o pino, nem para contar uns mecos com uma bola de futebol, quem ouvir falar até parece que as aulas de Educação Física são tipo preparação para os Jogos Olímpicos.

E eu tive Música no 5.º e 6.º ano e também não era bom com instrumentos, mas também o que me exigiame era que soubesse as notas do hino da alegria na flauta, não que tocasse um set completo de Bach em violoncelo.
Imagem de perfil

De Psicogata a 28.10.2016 às 18:08

Ninguém estava a falar em craques, estava a falar de jeito, tinha colegas que quando lhe passavam uma bola encolhiam-se. Tinha outros homens e mulheres que nas aulas de ginástica até se magoavam, fazer pinos, a roda e saltar de trampolim não é para toda a gente.
Eu sou 100% a favor que se estimule o desporto e sempre fui boa aluna a educação física mas acho injusto que a disciplina conta para a média de acesso à faculdade.
Sem imagem de perfil

De Mariana a 28.10.2016 às 15:26

Eu vou ser sincera, compreendo o seu lado e a sua opinião! Mas acho que Educação Física é importante e eu estou contente que E. Física conte para a média, eu ando na escola e vejo muitos alunos a burrifarem-se para essa disciplina e a a não se esforçarem, apenas por que não interessa. No entanto, e.fisica é importante, sobretudo porque grande parte dos alunos não pratica qualquer desporto, para além desta aula.
Esta disciplina pode baixar a média a alguns alunos? Pode. Mas também pode subir. A uns sobe e a uns desce é assim! Não podemos estar todos contentes!

Beijinhos e Boa sexta-feira!! http://bolachamaria.blogs.sapo.pt/
Imagem de perfil

De Violinista a 29.10.2016 às 00:29

Não consigo concordar mais com tudo isto do que já concordo.

Eu não gosto de E. Física. Prontos, desculpem. Era suposto a disciplina ao menos incutir o gosto por desporto, e comigo apenas me fez odiar mais. Detestei estar 90 min + 45 min numa sala com colegas a obrigarem-me a correr até me doer toda por dentro, respirar a saber a sangue (ou até ter crises de bronquite), com colegas a atirarem-me bolas. Porque era sempre o que fazia. Podem dizer que o programa é vasto, e era, até chegar à aula e perguntar a todos o que queríamos fazer, pois que escolhiam sempre futebol e vólei e corrida. Sempre. E eu não mandava uma para a caixa, porque para mim simplesmente nada naqueles desportos e jogos fazia o mínimo sentido, e adivinhem lá?... por mais que corresse e tentasse passar a bola a colegas e enfiá-la na baliza não conseguia, e por isso tinha notas de merda. Era sempre o buraco na média.

Para a merda com o contar para a nota. Se a partir do décimo se começa a escolher disciplinas para construir média porque é que essa porra não é uma optativa? E não venham dizer que é porque é para a saúde das criancinhas, porque não tem o cu a ver com a feira de Borba. Combater a obesidade e obrigar a fazer uma nota de entrada para uma universidade são dois universos completamente diferentes. E se à equação juntarmos o facto de se andarem a inflaccionar as notas nalguns colégios e universidades, a coisa ainda fica mais engraçada.
Se querem copiar sistemas de ensino, porque é que não copiam o sistema de ensino da Finlândia todo, incluindo a parte em que é ilegal pagar o ensino? Ah, pois... porque não convém...

Felizmente já deixei esse pesadelo para trás há tempos. Hoje estudo o que quero e é das coisas que mais me faz feliz.

Comentar neurose



Neuroses

Neuroses

Fovias

Manias

Insonias

Arquivo Clínico

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D


A Paciente

foto do autor



Memento